+351 262 841 392
 [email protected]

Arquivos do Autor: Rui Vogado

Câmara tenciona reabrir Termas em abril de 2019, apesar de parceria chumbada com o Montepio

O chumbo do Tribunal de Contas à gestão partilhada do Hospital Termal das Caldas da Rainha entre a Câmara e o Montepio Rainha D. Leonor não vai desviar o Município do objetivo de reabrir o estabelecimento de saúde de forma faseada, garantiu o presidente da Câmara, Tinta Ferreira, que revelou esperar que em abril do próximo ano as Termas possam estar a funcionar. O autarca explicou, na última reunião da Assembleia Municipal, que “é desagradável mas o projeto mantém-se” e Ler...

Grupo Medioeste entrega 600 euros angariados em evento solidário

O Jornal das Caldas e da Rádio Mais Oeste entregaram a Sandra Marques, mãe de um menino de sete anos que sofre de uma tetraparesia (paralisia parcial), a verba de 600 euros recolhida durante a terceira edição do desfile de moda Caldas Fashion 2018, realizada na noite de 4 de outubro na praça do espelho d’água do Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha. João Sobral tinha sete meses quando uma célula cerebral ficou adormecida. Os médicos não Ler...

Quatro mil euros por uma ginja de Óbidos

A ginja mais cara do mundo “nasceu” em Óbidos e vale 4.000 Euros. Trata-se de uma garrafa de Ginja com Elas com 10 Libras de Ouro e vai ser oficialmente lançada no FOLIO – Festival Literário Internacional de Óbidos, que está a acontecer de 27 de setembro a 7 de outubro. A criação é da Oppidum e os lucros reverterão inteiramente a favor dos Bombeiros Voluntários de Óbidos. Fonte: https://www.revistafesta.com/online/beleza/item/1769-quatro-mil-euros-por-uma-ginja-de-obidos   Ler...

Nova entidade vai resultar da fusão de associações que gerem equipamentos municipais

Caldas XXI – Associação de Desenvolvimento Cultural, Empresarial e da Juventude, é como se vai chamar a entidade que resultará da fusão das três associações com participação municipal e que vão ser extintas – a ADJCR – Associação para o Desenvolvimento da Juventude das Caldas da Rainha, que gere o Centro da Juventude, a ADIO – Associação para o Desenvolvimento Industrial do Oeste, que gere a Expoeste, e a Culturcaldas, que gere o Centro Cultural e de Congressos. Os Ler...

Caldas da Rainha possui 85 moinhos de vento

No total foram identificados 85 moinhos de vento de tipologias e condições de conservação diversas, no concelho de Caldas da Rainha, sendo possível que até existam mais, mas que atualmente já não se encontram visíveis. Este número, que foi apurado através do inventário realizado no âmbito do Projeto CARACA – Carta Arqueológica das Caldas da Rainha, para a obra “Moinhos das Caldas da Rainha”, dos autores Alexandra Figueiredo e Ricardo Lopes, também destaca as freguesias onde existem mais moinhos, Ler...

Descubra Portugal, um país que é muito mais que Lisboa e Porto!

MINHO Código Secreto do Norte   Há uma vila das artes, palácios incríveis no meio do campo, aldeias fora do comum e sinais do passado à espera de serem lidos. O Minho é uma região com identidade muito preservada e faz-se valer dos seus atributos. Desde logo a incontornável filigrana, e o vinho verde, em região demarcada desde 1908, sobretudo os brancos frescos de verão, produzido em lugares como a Quinta da Aveleda, em Penafiel, ou na propriedade do Palácio da Brejoeira (com Ler...

Cashback world App

Ler...

Frutos 2018 mais sustentável e menos pegada ecológica

A Frutos – Feira Nacional de Hortifruticultura das Caldas da Rainha que este ano irá decorrer entre 17 e 26 de agosto, no Parque D. Carlos I, pretende ser uma iniciativa mais sustentável. Segundo nota de imprensa da Câmara das Caldas, além do selo Eco-Evento, a Frutos, está a trabalhar na obtenção da certificação “Evento Mais Sustentável”.  “O evento quer ser mais sustentável, reduzir a pegada ecológica e inspirar todos os envolvidos para práticas mais corretas, mais baratas e com Ler...

Comprar bem não é difícil, e a VOGAL ajuda os consumidores a chegarem lá

Ler...
Óbidos

Resolução do surto de moscas no concelho de Óbidos

Realizou-se no dia 17 de Julho, no Ministério do Ambiente, em Lisboa, uma reunião para analisar o problema do surto de moscas no concelho de Óbidos, a sua origem e as medidas a aplicar para a sua imediata resolução. Este encontro juntou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDRLVT), a Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo (DRAPLVT), Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Secretaria de Estado Ler...