+351 262 841 392
 [email protected]

Noticia

Debate da Associação MVC “O termalismo nas Caldas da Rainha. Porque é que não estamos todos de acordo?”

A próxima edição de “21 às 21”, organizada pela Associação MVC-Movimento Viver o Concelho, terá como título: “O termalismo nas Caldas da Rainha. Porque é que não estamos todos de acordo?”. Como moderador é convidado Jorge Mangorrinha e como participantes no debate são convidados representantes de cada partido político.

A iniciativa desenrola-se no dia 21 de fevereiro, pelas 21h00, na sede da União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São Gregório, na Rua das Montras.
Abrir o debate do projecto termal e hoteleiro em curso nas Caldas da Rainha, nas suas vertentes políticas, económicas e culturais, é o principal propósito desta sessão, bem como questionar a pertinência de algumas soluções e opções, no quadro do desenvolvimento turístico-termal e urbano das Caldas da Rainha.
Jorge Mangorrinha será de novo o moderador de uma sessão “21 às 21”. O JORNAL DAS CALDAS entrevistou o especialista caldense em urbanismo e património termal, a exercer em Lisboa como professor universitário e quadro superior da Câmara de Lisboa, que deixa recados e propostas, bem como torna pública a sua disponibilidade para colaborar no projeto termal das Caldas da Rainha.

Jornal das Caldas – O que espera do debate?
Jorge Mangorrinha – Que seja convergente quanto à necessidade de uma maior transparência e abertura no processo em curso.

JC – Como é que tem acompanhado este processo de relançamento do termalismo nas Caldas?
JM – Tenho acompanhado quanto baste para perceber que a Câmara Municipal tem um enorme desafio, mas os bons resultados estarão dependentes de opções corretas e de recursos humanos à altura, não só na capacitação dos edifícios, como também num projeto à escala da cidade, não só pela autarquia, como também por outras entidades, o que deve corresponder a uma visão ambiciosa de desenvolvimento.

JC – Mas mantém as reservas que, publicamente, tem apresentado em relação a algumas ações da Câmara?
JM – Nalguns aspectos essenciais tem havido uma sucessão de decisões que considero menos informadas e ponderadas, como a desvalorização da necessidade estratégica e funcional de um balneário de raiz, o modo de parceria com o Montepio e o programa funcional do concurso para a concessão dos Pavilhões do Parque. E estes são temas em que não houve unanimidade entre as diferentes forças políticas. Eu acho que governar bem é promover consensos em projetos estratégicos e estruturantes, e isso não foi feito.

JC – Vamos por partes. Considera que o balneário de raiz seria a opção certa?
JM – Obviamente. Aliás, isso sempre foi pretendido pela Direção Geral de Energia e Geologia, que tutela o setor, desde o tempo em que o Ministério da Saúde ainda possuía a gestão do Hospital Termal. Quando ninguém quis a concessão, por demissão do Ministério, e a Câmara assumiu recebê-la, honra lhe seja feita, o novo balneário foi de novo um desejo dessa Direção Geral, tal como quis que o Hospital Termal fosse um pólo de visitação patrimonial, mantendo nele alguma atividade termal, mas não a principal. Esta seria transferida para um novo balneário. Acontece que a Câmara não quis, preferindo mover-se politicamente para que esta obrigação fosse adiada e o foco fosse a reabertura do Hospital Termal. Assim sucedeu no documento assinado por ambas as partes. O Hospital Termal passou a ser visto como pólo a manter como central, só que terá sempre condicionalismos formais e funcionais e perderá mais património.

JC – Como as banheiras?
JM – Estas e as outras banheiras já retiradas são um património inestimável. O percurso que levaram é inadmissível, desde a sua saída do Hospital Termal até ao armazenamento. Agora, parece um fatalismo, mas urge dar-lhes uma função museológica ou artística, por boas mãos, e que sejam restauradas. Tal como as que se mantêm, defuntas, junto ao antigo Balneário das Águas Santas.

“Lamento que não se tenha convertido o Hospital num Centro de Medicina Física e de Reabilitação”

JC – E mantém o seu conceito para esta estância termal?
JM – Sim, aquele que há muitos anos defendo e veiculei, designadamente, na primeira e única vez que a Câmara teve um pelouro do termalismo, entre 2002 e 2005, mesmo sem ter a gestão da atividade, mas como estratégia de cidade. Defendo que este centro urbano se possa tornar num Parque de Saúde, potenciando tanto os ativos hospitalares e termais como a área ambiental e patrimonial. Mas para tal há que respeitar os valores patrimoniais, reabrir a atividade termal e melhorar os serviços no Centro Hospitalar do Oeste, articulando estes com as termas, no que for possível. Lamento que não se tenha convertido o Hospital num Centro de Medicina Física e de Reabilitação, especialmente preparado para a recuperação de doentes afetados por reumatismo, bem como concretizado a ideia de que as necessidades de tratamento termal da população estariam a crescer e de que não estaríamos, em Portugal, a conseguir dinamizar a oferta de serviços que podiam ser prestados às pessoas colocadas em lares e entregues aos cuidados continuados, o que seria uma oportunidade para as estâncias termais em geral e para as Caldas da Rainha em particular.

JC – A parceria com o Montepio seria positiva?
JM – Eu respeito a história da casa onde nasci, mas era evidente que aquele contrato seria chumbado pelo Tribunal de Contas. E isso deslustra.

JC – O que teria feito se fosse presidente da Câmara?
JM – Desde logo, eu teria tentado uma convergência entre todas as forças políticas, num assunto estratégico, porque essa é uma das qualidades políticas que se exige a um presidente de Câmara. Em segundo lugar, colocaria o Montepio em pé de igualdade com outros grupos, nacionais e estrangeiros, estes com experiência no setor. Admito que teríamos resultados e o Montepio até podia, e devia, ser um parceiro, mas não o único, numa lógica de abertura aos ativos da cidade.

JC – Qual é a sua opinião sobre o processo dos Pavilhões do Parque?
JM – A autarquia teve a enorme sorte de haver um programa, o Revive, sediado no Turismo de Portugal, que dá enquadramento à reabilitação de património do Estado. Admito que outros possíveis grupos não terão avançado por saberem do interesse da Visabeira. Mas há equívocos neste projeto. Da parte da Visabeira, para além da incorporação deste grupo hoteleiro no nome do hotel, desde logo desinteressante embora prática comum, mas creio que é historicamente incongruente chamar ao novo hotel “Bordallo Pinheiro”, pois Bordallo foi um crítico mordaz das obras de Berquó e, apesar da proximidade à Fábrica, pertença da Visabeira, e de se querer reforçar a marca “Bordallo Pinheiro”, seria justa a designação associada, não ao Bordallo, mas ao visionário arquiteto Rodrigo Berquó, que lutou contra quase tudo e quase todos, ou então “Pavilhões do Parque”, que é uma marca consolidada. Da parte da Câmara, o equívoco está no pressuposto funcional do programa, que prevê a entrada do hotel no largo.

JC – E, neste aspeto, a sua opinião é muito diferente?
JM – Se por um lado urge reabilitar os Pavilhões do Parque, estamos de acordo, porém, isso deve ser entendido no contexto em que se insere o edifício. Ora, considerar a entrada do hotel no largo levou a que inicialmente se previsse que a antiga Casa da Cultura fosse anexada e que fossem fechadas duas entradas simbólicas no Parque, atualmente de uso público, e também à ideia de um parque de estacionamento subterrâneo. Pelos vistos, o parque de estacionamento e o fecho do Céu de Vidro já foram anulados, reativamente. Lá diz o ditado, pior do que errar é não perceber o erro, o que induz que os erros se possam repetir pelas mesmas pessoas noutros assuntos importantes.

JC – E qual seria a sua solução?
JM – A solução passaria por fazer a entrada do hotel junto à antiga Parada Militar, que precisa de valorização, potenciando o espaço de estacionamento que já lá existe e ainda a construção futura de um balneário de raiz. Ambos os edifícios teriam uma mesma área de confluência de pessoas e viaturas nos seus acessos.

“O Parque a Mata precisam de um plano de salvaguarda e valorização eficaz”

JC – Quais os aspetos patrimoniais que mais o preocupam?
JM – Acredito na obra de melhoramentos no Balneário Novo, mas o meu lamento está noutras decisões. Centrar o relançamento do termalismo local no edifício velho do Hospital Termal é adiar o problema, não traz competitividade, mas perda de património. Dar usos indevidos ao Parque e à Mata faz feridas graves nos ecossistemas e nos recursos de flora e fauna. Sinto que nada disto vai ser atendido, mas fica escrito para memória futura.

JC – Mas o Parque e a Mata estão a ser mal geridos?
JM – O Parque a Mata precisam de um plano de salvaguarda e valorização eficaz, elaborado e monitorizado por técnicos e executores altamente qualificados, dada a sua importância. Não pode estar sujeito aos usos indevidos e a cortes e podas duvidosos, tal como se passa nalgumas zonas da cidade. Este património público merece outro cuidado por parte de quem o gere, que deve dar bons exemplos. A legitimidade moral deve estar acima da legitimidade eleitoral.

JC – Com estes problemas que refere, acha que ainda podemos ser uma cidade termal?
JM – Uma cidade termal caracteriza-se por ter o termalismo como importante na sua economia e numa cultura urbana específica. E o território mais importante não é apenas o que está imediatamente próximo dos banhos, por isso, o anel urbano à sua volta e alguns eixos estratégicos deveriam ter tido um cuidado extremo ao nível estético e funcional, em todas estas décadas mais recentes, período no qual nem sempre houve níveis de exigência aceitáveis por parte de diversos agentes.

JC – Na sua opinião, foram mais decisões erradas ou oportunidades perdidas?
JM – Ambas. Mas o que importa lembrar é o histórico essencial de atitudes para chegarmos ao estado presente das coisas. A autarquia não viu as quintas da Boneca e de Santo Isidro como estratégicas para o futuro do termalismo das Caldas, não para 10 ou 20 anos, mas para 100 ou 500 anos mais. Veja-se, também, que cometeu erros ao manter o futebol na Mata, aquando da construção de uma nova área desportiva. Veja-se a construção de um pavilhão na Mata e de um campo de futebol na Quinta da Boneca. Veja-se que não se exerceu o interesse público, tal como sugeri ao dr. Fernando Costa, na aquisição da Quinta de Santo Isidro, ao topo da Mata, por um empresário da construção civil. Veja-se que nunca se concluiu o plano da zona histórica, em termos de procedimento formal, o que potencia a decisão discricionária e o impedimento de intervenções fora do padrão actual.

JC – Lamenta que a candidatura a Património da Humanidade se tivesse gorado depois da sua saída do executivo em 2005?
JM – Essa pré-candidatura que lancei em 2002 e divulguei nacional e internacionalmente era um processo. Mais importante do que o final seriam as etapas intermédias de valorização urbana e patrimonial. Ora, essa pré-candidatura e outros projectos que introduzi na Câmara foram descontinuados, porque eu não tive condições políticas para continuar e houve uma espécie de branqueamento em relação ao que foi traçado pela equipa que constituí. A pré-candidatura do conjunto termal junto da UNESCO foi pioneira na temática do património termal. Sabe-se agora que diversas termas europeias estão a trabalhar em propostas semelhantes.

“Há quem considere que esta minha luta é inglória”

JC – Com o seu percurso de investigador e técnico no termalismo e um passado político local em que sempre defendeu esta causa, esperaria estar a contribuir para o processo termal?
JM – Não esperaria isso da maioria, que se instalou no conforto do seu eleitorado e da sua prática política, mas também a oposição não se soube organizar no sentido de criar maior peso de influência em prol do bem comum. O que me satisfaz é ler em diversos programas eleitorais ideias que advêm do projecto integrado de termalismo que tracei enquanto vereador e publicitei nos meus livros e artigos, mas depois falham outros aspetos e toda a gestão autárquica parece uma manta de retalhos. Nunca mais houve uma ideia estruturada e assente no conceito de cidade termal, como visão distintiva e propulsora da economia e de uma cultura e pedagogia específicas.

JC – E, agora, se não houver essa colaboração estreita com o projecto termal e mantiver a sua visão crítica, admite candidatar-se à Câmara?
JM – Admito voltar e ajudar as Caldas nesta nova etapa da minha vida em que já atingi patamares académicos e profissionais que viabilizam isso, embora haja quem considere que esta minha luta é inglória. Mas, enfim, se o presidente da Câmara considerar por bem potenciar os meus conhecimentos e as minhas experiências em prol de um tema e de uma realidade urbana que conheço, com lealdade mas liberdade de pensamento, admito colaborar ainda neste seu mandato, no qual, supostamente, muito se decide. Caso contrário, continuarei a ter uma visão construtiva e cidadã. O que está em causa é esta cidade onde nasci e uma disponibilidade séria de ajudar. Prefiro dizê-lo, abertamente, do que atuar por outros meios, mesmo parecendo imodesto, mas sei do que falo, pelo menos nestas matérias.

JC – Gostaria de ser presidente da Câmara?
JM – Nunca seria presidente da Câmara apenas por gostar, nem sei qual é o propósito do atual presidente para o seu futuro. Um desafio desse tipo acarreta muitas mais pessoas e uma estrutura sólida, partidária ou não. Não chega ter qualidades, mas são precisos apoios, e eu conheço o perfil e as motivações do eleitorado caldense, bem como a rede de dependências estabelecidas. O meu percurso político sempre foi em prol das Caldas, aparte as ideologias partidárias, assim se compreendem os convites que tive de todos os quadrantes, aceitando uns, declinando outros, uns que se tornaram públicos, outros não, mas talvez um dia revele essas histórias em livro.

JC – A propósito, é raro acontecer que uma pessoa tenha no seu percurso político convites tão diversos e, ainda, ter sido o principal promotor do Conselho da Cidade, uma iniciativa de cidadania com origem na autarquia e entregue à sociedade civil.
JM – A política e a cidadania devem convergir. O Conselho da Cidade é um caso singular no nosso país, no modo como foi originado e se mantém vivo e actuante, mas há sinais contra a cidadania. Veja-se a demissão dos órgãos eleitos desta autarquia em relação à sua participação directa no Conselho da Cidade como observadores e facilitadores, tal como foi pensado e cumprido inicialmente. Veja-se a dificuldade que existe, regularmente, nas ideias com origem no Conselho da Cidade quando é pedida a colaboração da autarquia.

JC – Sente-se, portanto, longe de uma participação mais manifesta nos destinos da cidade?
JM – Não depende apenas de mim, aliás, neste momento depende de se querer ou não, na autarquia, mais pessoas informadas nas diferentes áreas de atividade. O projeto termal pode ser um exemplo. Um exemplo para que, noutras áreas, convirjam caldenses que queiram ajudar as Caldas. Uma espécie de dar voz à diáspora caldense. O que eu acho é que dos caldenses mais esclarecidos muitos estão desiludidos, porque não chega termos este registo de gestão autárquica a que estamos habituados, nem a cidadania tem estímulos suficientes para ir mais além. Para além de que a colaboração de independentes nos partidos políticos ou em autarquias cristalizadas faz parte de uma mera retórica por parte de quem está instalado.

JC – Mas, para concluir, parece então que está disponível, apesar das reticências.
JM – Como cidadão ou político, estarei sempre disponível. Mas o meu pensamento não está à venda, o que é bem diferente de aceitar desafios em que acredito como oportunidade para melhorar propostas colectivas, tal como os desafios que recebi no passado e até com uma exposição pessoal a um certo escrutínio público primário. Aprendemos uns com os outros e com as experiências de vida, basta potenciar o melhor de cada um de nós. E isso é um dos papéis que deve ter um presidente de Câmara.

Uma nova pós-graduação em termalismo

Jorge Mangorrinha preparou uma nova pós-graduação em termalismo, de que é coordenador científico, para licenciados em diferentes áreas, a convite do Instituto Piaget e a realizar em Amarante, mas lamenta que “as Caldas não tenha aproveitado o interesse que havia há cerca de 15 anos num projeto pedagógico”, tal como defendeu, como investigador e vereador, “que até foi corroborado pelo Centro Hospitalar, embora a administração de então colocasse grãos na engrenagem nalguns aspetos”.
Para o docente universitário e investigador, “Amarante é uma escolha natural, porque se situa no centro geográfico da área com maior número de estâncias termais (Norte e Centro) e, sobretudo, porque se trata do balneário termal mais moderno e recente em Portugal, dado que é importante para que o ensino esteja na vanguarda do desenvolvimento, e vice-versa. Esta pós-graduação tem um programa verdadeiramente inédito, desde logo, prevendo um seminário e uma linha de investigação intitulados ‘Termas Criativas’”, sublinha.
Haverá ainda a possibilidade de utilização de meios online, durante as aulas, para alunos provenientes de locais mais distantes.
Recorde-se que Jorge Mangorrinha esteve na origem da programação de outros cursos em Termalismo e Turismo de Saúde, designadamente nas Caldas da Rainha, quando a Escola Técnica Empresarial do Oeste quis avançar com o Curso Técnico-Profissional em Termalismo para alunos do 10º ao 12º ano.
Aponta que “Caldas da Rainha tem condições para um projeto pedagógico e de investigação no termalismo, mas os decisores terão que privilegiar os valores das ideias aos preconceitos pessoais e aos jogos político-partidários. Seria sobretudo com este propósito e num projeto pedagógico com ligação estreita com o termalismo e a cultura termal que eu estaria disponível para colaborar futuramente nas Caldas da Rainha”.

Fonte: https://jornaldascaldas.com/O_termalismo_nas_Caldas_da_Rainha_Porque_e_que_nao_estamos_todos_de_acordo

Noticias Relacionadas

110 anos da Mercearia Pena com comemorações ao longo de 2019

No passado dia 9 dezenas de pessoas entraram na máquina do tempo da Mercearia

Comissão de Utentes apela à construção de um novo hospital para o Oeste

A Comissão de Utentes do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) reuniu na passada quarta-feira

Uma caldense dos anos sessenta do século xx

Hugo Pratt (1927-19995), autor de banda desenhada é conhecido essencialmente pelo seu herói aventureiro

Voluntários do grupo Lindomar retiraram 13 sacos de lixo das margens da Lagoa

Trinta e cinco voluntários com sacos de serapilheira e luvas na mão participaram na

Ligação da Lagoa ao mar reaberta

Já está reaberto o canal que liga a Lagoa de Óbidos ao mar, que

Quadro de Josefa comprado por coleccionador anónimo pode ser exposto em Óbidos

O quadro de Josefa de Óbidos adquirido no sábado por um licitador anónimo, em

Ricardo Roque mostra presépio animado nas Gaeiras

É já a nona vez que Ricardo Roque dá a conhecer um presépio animado

Câmara tenciona reabrir Termas em abril de 2019, apesar de parceria chumbada com o Montepio

O chumbo do Tribunal de Contas à gestão partilhada do Hospital Termal das Caldas

Grupo Medioeste entrega 600 euros angariados em evento solidário

O Jornal das Caldas e da Rádio Mais Oeste entregaram a Sandra Marques, mãe

Quatro mil euros por uma ginja de Óbidos

A ginja mais cara do mundo “nasceu” em Óbidos e vale 4.000 Euros. Trata-se de

Nova entidade vai resultar da fusão de associações que gerem equipamentos municipais

Caldas XXI – Associação de Desenvolvimento Cultural, Empresarial e da Juventude, é como se

Caldas da Rainha possui 85 moinhos de vento

No total foram identificados 85 moinhos de vento de tipologias e condições de conservação

Descubra Portugal, um país que é muito mais que Lisboa e Porto!

MINHO Código Secreto do Norte   Há uma vila das artes, palácios incríveis no meio do campo,

Frutos 2018 mais sustentável e menos pegada ecológica

A Frutos – Feira Nacional de Hortifruticultura das Caldas da Rainha que este ano

Resolução do surto de moscas no concelho de Óbidos

Realizou-se no dia 17 de Julho, no Ministério do Ambiente, em Lisboa, uma reunião

Ministro anuncia acordo com editoras para manter preços dos manuais durante quatro anos

O ministro da Educação anunciou o acordo entre o governo e a APEL que

Joana Vasconcelos faz a festa no Guggenheim Bilbao

“I’m your mirror” cria um verdadeiro festim para o olhar numa exposição com uma

Júlio Pomar deixa legado no Café Central

Júlio Pomar, uma figura incontornável na cultura e na história das artes visuais portuguesas,

Antigo hospital da Misericórdia abriu portas como Pestana Pousada Vila de Óbidos

Localizada dentro das muralhas da vila de Óbidos, o Grupo Pestana abriu a mais

Sede do Olha-Te assaltada

A sede da associação Olha-te, um projeto desenvolvido no âmbito da Associação Recreio Club,

Quando os loucos sonham uma vila para a literatura

Há cinco anos, a conversão de uma igreja em livraria provocou a transformação de

IGAS arquivou pedido de auditoria à gestão do Centro Hospitalar do Oeste

A Comissão de Utentes do Centro Hospitalar Oeste (CHO), que pediu no final de

Caldas e Óbidos querem uma visão turística conjunta para o Oeste

Caldas da Rainha e Óbidos querem que a região Oeste tenha uma visão e

Descentralização do Governo na área da educação leva Município a ter mais 300 funcionários

O Município das Caldas da Rainha vai investir “cinco milhões de euros em infraestruturas

Projeto de voluntariado no Paul de Tornada

Foi assinado na manhã do passado sábado, no Centro Ecológico Educativo do Paul de

Empresa de Óbidos à conquista do mercado chinês

A Porter, startup do Parque Tecnológico de Óbidos, está entre as dez tecnológicas selecionadas

Foi iniciado o processo de regularização dos precários do Centro Hospitalar do Oeste

O processo de regularização dos precários do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) iniciou a

Comissão de Utentes do Centro Hospitalar do Oeste pediu uma auditoria à gestão

A Comissão de Utentes do Centro Hospitalar Oeste (CHO) pediu no final de 2017

Comissão de Utentes debate problemas do CHO com várias entidades da região

A Comissão de Utentes do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) reuniu no passado dia

Concessão termal entregue à Câmara das Caldas, 2,5 milhões de euros para reabrir hospital este ano

O contrato de concessão da água termal foi assinado no dia 9 de janeiro,

Caldas Street Food Festival já começa a ser falado no estrangeiro

A avenida 1º de Maio, nas Caldas da Rainha recebeu de 8 a 10

Caldas da Rainha promete ser a cidade que mais sorrisos vai dar este Natal

Mais de quatro mil pessoas assistiram no sábado à inauguração das luzes de Natal

Cidade inundada com chuva intensa de curta duração

Bastaram entre cinco a dez minutos de chuva na passada sexta-feira para, perto do

Obras no Hospital Termal em fase de conclusão

A Comissão Cívica de Protecção do Hospital Termal reuniu com o presidente da Câmara

Assembleia da República recomenda ao Governo urgência nas obras da Linha do Oeste

Uma resolução da Assembleia da República publicada na passada quinta-feira no Diário da República

Incêndios deixaram marcas de destruição

“O pior dia de incêndios do ano”, como classificou o passado domingo Patrícia Gaspar,

Exposição “A Cor e a Forma”

Eduardo Constantino está de volta ao Museu de Cerâmica onde já expôs em 2003.

Precários do CHO foram ouvidos na Assembleia da República

Uma delegação de trabalhadoras precárias do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) foi no passado

Vogal veste-se de cor de rosa no mês de Outubro, para apoiar e divulgar a prevenção do cancro da mama.

Vogal veste-se de cor de rosa no mês de Outubro, para apoiar e divulgar

Ordem do Trevo recolhe material escolar para crianças carenciadas

Está a decorrer a campanha solidária da Ordem do Trevo para angariação de material

Enfermeiros em vigília à porta do hospital das Caldas

Cerca de 80 enfermeiros do Centro Hospitalar do Oeste participaram na noite da passada

Utentes protestam contra falta de médicos no centro de saúde de Óbidos

Os utentes do concelho de Óbidos estão a ponderar fazer uma vigília em frente

Semana Internacional de Piano com primeiro concerto nas Caldas

A XXII Semana Internacional do Piano de Óbidos (SIPO) decorre de 8 a 21

Parque Urbano “Abraço Verde” é inaugurado junto ao Complexo Desportivo

No próximo sábado, pelas 20h30, é inaugurada a primeira fase do Parque Urbano “Abraço

Faleceu a pintora Romarina Passos

O Município de Óbidos informa que a pintora Romarina Passos faleceu na madrugada desta

Oposição corrige condições de cedência da gestão das Termas ao Montepio

A Câmara Municipal das Caldas da Rainha está a preparar as condições de cedência

Comerciantes queriam que Câmara acabasse com encerramento ao sábado de manhã

O encerramento ao trânsito da Rua Heróis da Grande Guerra aos sábados de manhã

A arte voltou a invadir as ruas das Caldas com a 21ª edição do Caldas Late Night

As ruas e espaços das Caldas da Rainha tiveram de 1 a 3 de

Pastel “Bordalo” chega à doçaria das Caldas da Rainha

Além das conhecidas Cavacas das Caldas, os beijinhos, as deliciosas trouxas de ovos bem

Comunicar Design na ESAD.CR

A edição 14 do Comunicar Design, entre 23 e 25 de maio, na Escola

Atriz Cremilda Gil homenageada no Museu do Ciclismo

A atriz caldense Cremilda Gil foi homenageada no Dia da Cidade, recebendo a medalha

Festa “Remember Green Hill” animou antiga fábrica Bordallo Pinheiro

Foi num contexto de regeneração urbana e de uma cidade criativa das artes que

Rainha D. Leonor é desde 15 de Maio patrona da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica

A tradicional cerimónia de homenagem à Rainha D. Leonor no dia 15 de Maio

Termalismo europeu reuniu especialistas no CCC

Durante esta semana Caldas da Rainha recebeu mais de meia centena de representantes de

Deputados perguntam sobre obras para administrar quimioterapia nas Caldas

Os deputados socialistas António Sales, José Miguel Medeiros e Odete João questionaram na Assembleia

Hospital Termal reabre primeiro com inalações e depois com tratamentos em duche e banheira termal

As termas das Caldas da Rainha vão reabrir no final de 2017 ou princípio

Semana Termal nas Caldas com o Ministro da Saúde

Vai decorrer de 15 a 20 de maio a Semana Termal nas Caldas, com

Cortaram o Pinhal da Bagulha em Alfeizerão

O Pinhal da Bagulha, como era conhecido, situava-se à entrada do Casal da Ponte

Agrupamentos de escolas recebem tablets para projeto-piloto de aprendizagem da matemática

Cinco agrupamentos de escolas da região Oeste estão a participar num projeto-piloto a nível

Petição para melhorar Centro de Saúde do Bombarral

O deputado do PS na Assembleia da República, António Sales, visitou na passada segunda-feira

Nova direção na delegação de Caldas da Rainha da Ordem dos Advogados

A delegação de Caldas da Rainha da Ordem dos Advogados tem uma nova direção

Comissão de Utentes pelo Hospital das Caldas da Rainha tem nova composição

A Comissão de Utentes “Juntos pelo nosso Hospital” tem seis novos elementos eleitos na

Ampliação do serviço de urgência do Hospital das Caldas estará concluída em 2019

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) já obteve autorização dos Ministérios da Saúde e

“Uma maçonaria plural impossibilita qualquer tipo de manipulação”

Em entrevista à TSF, António Ventura, historiador e autor do livro “Chefes de Governo

“A Arte é para todos”

Rotary Club das Caldas homenageia José Elói e João Santos

O Rotary Club das Caldas da Rainha distinguiu o sócio-gerente do café Maratona, José

O WORLD PRESS CARTOON ESTÁ DE VOLTA!

Depois de superar as restrições financeiras que forçaram o interregno de 2016, o WORLD

Universidade Sénior Rainha D. Leonor intervém na comunidade

Para além do ensino, a Universidade Sénior Rainha Dona Leonor (USRDL) tem tido um

Tabaco aquecido. Será este o fim do cigarro convencional?

“Fumar mata.” O slogan das campanhas de saúde pública é agora também usado pela

Loja Solidária da Rede Leonardo ajuda animais

Neste natal, a Rede Leonardo abriu uma Loja Solidária, na rua do Jardim, em

Sagrada Família de Viseu foi feita na Bordallo Pinheiro

Foi criado um presépio em tamanho real na Fábrica Bordallo Pinheiro, numa iniciativa da

2600 presépios em exposição no Convento de São Miguel – Gaeiras, de Óbidos

Cerca de 2600 presépios de 125 artesãos podem ser vistos numa exposição nas Gaeiras.

Uma nova geração de vendedores na Praça da Fruta, de Caldas da Rainha

A Praça está a mudar, tem a sua imagem mais uniformizada e atrai cada

Campanha Desembrulhar Sorrisos para recolher brinquedos para crianças

A Ordem do Trevo vai levar a efeito mais uma edição do projeto “Desembrulhar

Orquestra Ligeira de Óbidos celebra 15 anos com concerto

Para celebrar o 15º aniversário, a Orquestra Ligeira de Óbidos, da Sociedade Musical e

ESAD de Caldas da Rainha ganha prémios Sqédio

A Sqédio, empresa representante em Portugal da SolidWorks desde 1996, com sede em Lisboa

Temos de falar sobre a Uber

Depois dos taxistas, a próxima grande ameaça da multinacional poderá vir de dentro, dos

Câmara das Caldas não agrava taxas aos munícipes

A Assembleia Municipal das Caldas da Rainha aprovou as taxas a aplicar em 2017,

Projeto de requalificação da Praça 5 de Outubro foi a proposta com mais votos, no Orçamento Participativo

A proposta de um projeto de requalificação da Praça 5 de Outubro, de forma

Desfile de pasteleiras pela cidade

Cerca de 150 pasteleiras (bicicletas antigas) realizaram um passeio entre o Campo e as

Dúvidas sobre os resultados das análises dos dragados na Lagoa

A Comissão Cívica de Proteção das Linhas de Água e Ambiente critica o resultado

Sardinha da Bordallo é campeã da Europa

“La Sardine do Golaço” é a mais recente aquisição do ‘cardume’ da coleção ‘Sardinha

Câmara realiza visita ao Parque D. Carlos I para verificar os trabalhos de manutenção

Após a realização da 28ª edição da Feira Nacional de Hortofruticultura, no Parque D.

Projeto da EBI de Santo Onofre visa melhorar rio poluído

O projeto intitulado “Proteger os Rios, Preservar a Lagoa, Promover o Futuro”, desenvolvido pelos

Câmara anuncia ter atingido receita com a Feira dos Frutos prevista em julho

A previsão de receita de 150 mil euros na Feira dos Frutos, adiantada em

Turismo: Governo cede Pavilhões do Parque nas Caldas da Rainha a privados

Os Pavilhões do Parque, nas Caldas da Rainha, são o terceiro edifício concessionado a

Onze aguarelistas andaram pelo concelho a pintar

Pelas ruas, praças, parque, mata das Caldas da Rainha, Foz do Arelho, Lagoa e

Cumprimento do estatuto do direito de oposição discutido na Assembleia Municipal

Como manda a lei, os serviços da Câmara Municipal das Caldas da Rainha elaboraram

Fruta do Oeste em destaque na Feira Nacional de Hortofruticultura

Começou na passada sexta-feira uma das mais concorridas feiras de hortofrutícolas entre os anos

Feira Nacional de Hortofruticultura, em Caldas da Rainha

A sua oportunidade para vir conhecer, a cidade, e ao renascimento de uma das

Deputados municipais e vereadores visitaram obras do Hospital Termal que reabre em 2017

A Câmara Municipal das Caldas da Rainha convidou os deputados municipais e vereadores para

Salvamento com cães testado na Foz do Arelho

Tal como acontecera dias antes em São Martinho do Porto, como o JORNAL DAS

Fogos não dão tréguas aos bombeiros na região

Com todos os concelhos a serem afetados pelas chamas, uns mais do que outros,

XXXIII Festival do Vinho Português e XXIII Feira Nacional da Pêra Rocha

Programa: Dia 2 de agosto 17H00 – Inauguração do certame junto à entrada principal

Reutilizar …. através da VOGAL

O “Movimento pela reutilização dos livros escolares” é um movimento de cidadãos que promove

Nova Cerveja com Ginja d’Óbidos

A Marca de Cerveja Artesanal Vadia lança nova Cerveja com Ginja d’Óbidos. A ideia

Montepio Rainha D. Leonor das Caldas tem interesse em explorar as Termas

O presidente da Câmara das Caldas, Tinta Ferreira disse num evento público que o

Oestefest trouxe multidão a Foz do Arelho

A Foz do Arelho voltou a ser palco do festival de verão – o

Medos dominam Mercado Medieval de Óbidos

Os medos dão mote à edição deste ano do Mercado Medieval de Óbidos. O

Pavilhões do Parque poderão fazer parte do investimento do governo

A secretária de Estado do Turismo anunciou que Caldas da Rainha poderá fazer parte

Fernando Santos: “Concentração, determinação e alma até Almeida”

Fernando Santos comentou a final de domingo contra a França e reconhece que há

Alô, Alô Paris, aqui Portugal! – Euro 2016

Pela segunda vez na história, a seleção nacional vai estar na decisão de um

Faleceu o artista José Pires

Após alguns dias de internamento, faleceu na noite do dia 2 de julho, no

Joaquim Monteiro é o novo presidente do Rotary Club das Caldas

O empresário na área do turismo, Joaquim Monteiro é o novo presidente do Rotary

Taxa de desemprego em novos mínimos na zona euro

Em Portugal, a taxa fixou-se em Maio abaixo dos 12%, o que não acontecia

Parque D. Carlos I recupera o brilho de outros tempos

Depois de décadas de relativo abandono, o Parque D. Carlos I volta a ocupar

Feira de Cutelaria Artesanal no CCC vai destacar importância do setor na freguesia de Santa Catarina

Artesãos de seis países vão mostrar a arte da cutelaria nas Caldas da Rainha,

Brigada do Mar limpou praias de Óbidos

A associação ambiental Brigada do Mar desenvolveu entre 10 e 13 de junho uma

Tartaruga com 49 quilos foi devolvida ao mar

Uma tartaruga com 49 quilos foi devolvida ao mar, ao largo de Peniche, no

A minha vida de universitário

O JORNAL DAS CALDAS recolheu as histórias de treze jovens que acabaram ou estão

Terminei o secundário e agora?

Em tempo de escolhas para mais de 50 mil estudantes finalistas a nível nacional,

Jovem caldense quer ajudar o povo da Tanzânia

Liliana Gomes é uma caldense de 19 anos com o sonho de “fazer um

Portugal-Islândia DIRETO

Portugal estreia-se na noite desta terça-feira (21 horas locais, menos uma em Lisboa) na

Jihadista que matou polícia em Paris tinha lista de alvos a abater

Apesar do estado de emergência e da segurança reforçada no país, Abballa matou polícias

Casos de intoxicação alimentar no Festival do Marisco da Foz do Arelho

Houve uma grande afluência na sexta, sábado e domingo ao almoço. O festival só

Humberto Marques reeleito presidente do PSD de Óbidos

Humberto Marques foi reeleito presidente da Comissão Política de Óbidos, tendo tomado posse no

Polícia Marítima combate pesca ilegal na Lagoa de Óbidos

O comando local da Polícia Marítima de Peniche desenvolveu, no passado dia 20, durante

Sinais de passadeira com leds produzidos por alunos da ETEO

A União de Freguesias de Caldas da Rainha-Nossa Senhora do Pópulo, Coto e São

Combatentes de Óbidos no campeonato do mundo

Começa nesta quinta-feira o campeonato do mundo de combate medieval, pelas regras da IMCF

Desfile de moda na cidade como prova de aptidão profissional

O glamour e a elegância do comércio tradicional das Caldas foi retratado no desfile

Daniel Sampaio: “Os pais não são amigos dos filhos. São adultos e devem funcionar como tal, traçando limites”

O psiquiatra que trabalha há mais de 30 anos com adolescentes e famílias, alerta:

Anúncio que o Colégio Rainha D. Leonor não pode abrir turmas em início de ciclo gerou protestos

Mais de duas centenas e meia de alunos, pais, professores e dirigentes do Colégio

Podem os semáforos ajudar o trânsito nas Caldas?

Poderá a instalação de semáforos ajudar a fluidez do trânsito nas Caldas da Rainha

Caminhada da USF juntou vertente da atividade física à Rota Bordaliana

Na manhã de 21 de maio, cerca de 100 pessoas participaram na caminhada pela

Sessão solene no Dia da Cidade com entrega de 22 medalhas de mérito

O grande auditório do CCC foi mais uma vez palco da sessão solene do

Assinado contrato de consignação da mudança da canalização termal

O Montepio Rainha Dona Leonor é o parceiro da Câmara Municipal das Caldas na

Colégio Rainha D. Leonor em risco de fechar dentro de dois anos

Só depois das escolas públicas das Caldas terem preenchido todas as vagas para as

Festas da cidade com inaugurações, atos solenes e concerto de José Cid

As festas da cidade têm no próximo fim-de-semana o seu momento alto, com a

Mau tempo: Aviso laranja em 10 distritos prevendo chuva forte

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou hoje sob aviso laranja 10

Termas das Caldas vão ter aproveitamento geotérmico

Quando forem reactivadas as termas das Caldas, será feito o aproveitamento geotérmico para o

Colégio Rainha D. Leonor em risco de fechar dentro de dois anos

Só depois das escolas públicas das Caldas terem preenchido todas as vagas para as

GIL AGOSTINHO – “Ter sido prisioneiro ajudou-me a encarar a vida de guarda prisional de outra maneira”

O facto de eu ter sido prisioneiro ajudou-me a encarar a vida de guarda

Pimpões no Parque

Numa organização da Sociedade de Instrução e Recreio “Os Pimpões”, realizou-se no passado sábado

Pesca ilegal de polvo na Lagoa de Óbidos

Uma operação de fiscalização e combate à pesca do polvo com artes de pesca

Ginastas do Acrotramp Clube das Caldas em bom nível

Decorreu no passado sábado o Campeonato Nacional de Duplo Mini-Trampolim e Tumbling, no pavilhão

Homenagem do Museu do Ciclismo a entidades que serviram a velocipedia

Dez personalidades ligadas à velocipedia foram homenageadas pelo Museu do Ciclismo, nas Caldas da

Programa europeu trouxe às Caldas 60 professores durante uma semana

Ricardo Querido trouxe às Caldas da Rainha 60 professores de 10 países da Europa

Gazeta das Caldas homenageada no 63º aniversário dos Rotários das Caldas

No dia em que comemorou o seu 63º aniversário, o Rotary Club de Caldas

Fozenses em peso na Assembleia Municipal para reclamar terrenos para usufruto público

Uma centena de habitantes da Foz do Arelho marcou presença na Assembleia Municipal de

PSP desmantela rede de droga com detenções na Lourinhã e Caldas da Rainha

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP anunciou que desmantelou uma rede de tráfico

Ferro defende Portugal a “uma só voz” na Europa

O presidente da Assembleia da República considerou esta segunda-feira essencial para a democracia um

Marcelo vai condecorar Salgueiro Maia com a Ordem do Infante D. Henrique

O presidente da República anunciou esta segunda-feira, em Santarém, que vai condecorar Fernando Salgueiro

“Alguns Momentos dos Últimos Tempos da Vila das Caldas (1900-1927)”

Inauguração|30 de Abril, 15:30h Uma seleção de documentos, elementos iconográficos e fotográficos correspondentes a “Alguns Momentos

Acordo do clima de Paris subscrito por 175 países nas Nações Unidas

Cerimónia em Nova Iorque coincidiu com a comemoração do 46º Dia da Terra. Ban

“Marlie” ouviu impávido sentença de cadeia do tamanho da sua idade

Rapaz foi condenado por ter assassinado com brutalidade amigo de 14 anos. Ter acompanhamento

Bruxelas: Subida do salário mínimo agrava desemprego de longa duração

O primeiro-ministro, António Costa, esteve esta segunda-feira em Paris com o seu homólogo, Manuel

Catarina Martins: banca é um assunto sério demais para ser deixada na mão de banqueiros

A porta-voz do Bloco de Esquerda afirmou hoje em Coimbra, na sequência da falta

Falta de acordo no BPI obriga a negociar alternativa

Os dois maiores acionistas do BPI, o espanhol CaixaBank e a angolana Santoro Finance,

233 mortos em sismo de 7,8 no Equador

Presidente declarou estado de emergência. Terramoto causou danos consideráveis em vários locais. Venezuela envia

APA admite vir a corrigir dragagem de canais na Lagoa

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) vai verificar como foi feito o desassoreamento

Caldas começa a preparar plano estratégico

O economista e antigo ministro da Economia, Augusto Mateus, esta-rá nas Caldas, no próximo

Aluna da ETEO dá a provar produtos da Lagoa de Óbidos

Flávia Fatal, aluna do Curso Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade, da

“Os Verdes” vão questionar o Ministério do Ambiente sobre poluição das Caldas enviada para a Lagoa

Uma delegação do Partido Ecologista “Os Verdes”, juntamente com eleitos locais da CDU, esteve

Restaurante “Fruta da Casa” é mais-valia no Espaço Turismo

O restaurante “Fruta da Casa”, situado no rés-do-chão do Espaço Turismo das Caldas da

Dez obras de arte pública formam a rota Ferreira da Silva

Foi inaugurada na terça-feira, 5 de Abril, a Rota Ferreira da Silva no novo

Caldas e Óbidos integram rede nacional de cidades criativas

Caldas da Rainha e Óbidos integram, juntamente com mais 12 municípios, a Rede Nacional

Barros & Moreira investiu 4 milhões de euros para ser referência internacional em soluções de casa de banho

Quando foi fundada, em 1997, a Barros & Moreira, S.A. era uma empresa de

Toneladas de chocolate em Óbidos

Concursos de receitas, demonstrações de pastelaria e atividades lúdicas e pedagógicas em volta do

GNR deteta descargas de pecuárias para linhas de água

O Núcleo de Proteção Ambiental do destacamento da GNR das Caldas da Rainha detetou

Perigo no Nadadouro

Os vereadores do Partido Socialista manifestaram a sua apreensão face ao “estado desprotegido” em

“Queres é leitinho”, o melhor milagre caldense

Dos 57 candidatos a “melhor milagre caldense” foi escolhido com 31 votos o falo

Um festival cheio de coisas doces

O Festival de Chocolate de Óbidos apresenta este ano uma edição com sabores refrescantes

Sporting Clube das Caldas pode ser campeão da 1ª Divisão

O voleibol caldense está de parabéns ao escrever mais uma bonita página de história,

Crianças e jovens aprendem programação

O Parque Tecnológico de Óbidos e a autarquia estão a proporcionar o ensino de

Combatentes medievais do Oeste competem em torneio ibérico

No fim de semana de 19 e 20 de março, os combatentes Alexandra Duarte

Exposição “A Vida de Cristo – Cerâmica”

Está patente no Museu da Cerâmica, até 20 de abril, uma exposição intitulada A

Dia Mundial da Poesia na Casa Antero

A Casa Antero/Pachá e o Casal da Eira Branca comemoraram o Dia Mundial da

Adega do Albertino ganha medalha de prata no Tejo Gourmet

O restaurante Adega do Albertino, situado no Imaginário, venceu a medalha de prata referente

Doze portugueses morreram em acidente de viação em França

Acidente aconteceu em Moulins, no centro de França. A carrinha onde seguiam as vítimas

Campeonato do Mundo de Artes Marciais agitou a cidade no fim de semana

O Campeonato do Mundo de Artes Marciais (World All-Styles Championship) trouxe 5100 atletas de

Comissão Cívica quer comprovar toxidade dos dragados da Lagoa

A Comissão Cívica das Linhas de Água e Ambiente vai mandar fazer análises aos

Novos habitantes no lago do Parque D. Carlos I

Um casal de cisnes negros são os novos habitantes do Lago do Parque Dom

Grupo Visabeira interessado em candidatar-se à intervenção nos Pavilhões do Parque

O Grupo Visabeira, proprietário da Fábrica de Faianças Bordallo Pinheiro, como das Porcelanas da

Cartoons de Bruno Prates na Casa Antero

As 52 tiras de banda desenhada publicadas pelo cartoonista Bruno Prates na Gazeta das

Um milhão de euros para a Festa da Cerâmica até 2020

Até 2020 a Câmara das Caldas prevê gastar um milhão de euros na Festa

Câmara de Óbidos procura mecenas para recuperar Santuário do Senhor Jesus da Pedra

O Santuário do Senhor Jesus da Pedra, templo inaugurado em Óbidos em 1747, precisa

Ordem do Trevo comemorou 4º aniversário com jantar solidário

O 4º aniversário da associação de carácter social Ordem do Trevo foi assinalado no

Nicolau Breyner tinha ligações às Caldas

Nicolau Breyner, ator e realizador, com 75 anos, faleceu na passada segunda-feira, sendo encontrado

Despesas com veterinários vão passar a ser deduzidas no IRS

Consumidores com despesas com cuidados veterinários e que peçam factura com o número de

Mobiliário urbano em metal conta histórias da cidade

Mais de uma centena de histórias sobre a fundação da cidade, o Hospital Termal,

Morreu o ator Nicolau Breyner, o “Sr. Contente”

Tinha 75 anos e mais de 55 de carreira: foi ator, produtor, realizador e

Faleceu o mestre Ferreira da Silva

Faleceu nas Caldas da Rainha o mestre Ferreira da Silva, vítima de doença prolongada.

Sporting-Benfica. Uma lição de futebol para totós

harlie Stillitano. Sabe quem é? Se não sabe, vai ficar a saber, ainda que

Nas Caldas discutem-se novas ideias e acções para a Cultura

Sentar à mesma mesa os vários intervenientes da vida cultural caldense para se discutir

Maria Luís embaraça PSD

Os sociais-democratas preferiam que fosse Mário Centeno a estar na berlinda neste tempo de

Discoteca na Foz do Arelho contestada por moradores

“Há doze anos que estou a ser torturada por privação de sono. Não está

Assembleia Municipal de Óbidos cria comissão para reivindicar encerramento de pedreira e aviário

O presidente da Câmara de Óbidos, Humberto Marques, confirmou na passada sexta-feira, durante a

“Portugal está na moda para os franceses”

“Portugal está na moda em França”, disse o embaixador francês Jean François Blarel, que

Colégio Rainha D. Leonor ajuda criança com doença rara

A ajuda a António, uma criança com seis anos a quem foi diagnosticada, à

Benvinda Matias atravessou o século XX e já fez 110 anos

A 15 de Fevereiro de 1906 nascia em Monte Frio (Arganil) Benvinda Matias. Estávamos

Bruno Prates “é um despertador de consciências”

A exposição “Um ano de Caldastoon” abriu ao público a 17 de Fevereiro no

João Diniz explica “Produtividade” em Portugal

“Produtividade” foi o tema da palestra de mais uma sessão 21 às 21, organizada

Moradores no Casal da Avarela queixam-se de paredes rachadas por causa de pedreira

Moradores numa urbanização no Casal da Avarela, em Óbidos, queixaram-se na passada segunda-feira das

O som dos Beatles num telhado

Já se imaginou a passear pela rua das montras a um sábado de manhã

Professores podem utilizar ferramentas digitais para tornar as aulas mais interessantes

“Ensinar e Aprender com Tecnologias na Era Digital” foi o tema do seminário que

Desenho de falo das Caldas motiva queixa à PSP

Quando se fala sobre a cidade de Caldas da Rainha, é comum lembrar os

JORNAL DAS CALDAS revelou depósito do Centro Hospitalar em abril do ano passado

Em abril do ano passado, o JORNAL DAS CALDAS revelava em primeira mão que

Romaria de Santo Antão em Óbidos juntou milhares de pessoas

Cumpriu-se em Óbidos no passado domingo uma romaria que costuma levar milhares de pessoas

Filmagens nas Termas caldenses com Gérard Depardieu

O Hospital Termal das Caldas da Rainha deverá ser um dos cenários escolhidos para

Modelo de gestão do termalismo caldense longe de encontrar consensos

Que modelo de gestão para o termalismo caldense? As propostas são muitas e os

Maria de Belém pede o voto aos portugueses, alegando que “o tempo não é para aventuras”

Mandatário nacional da candidatura, Marçal Grilo, avisa que o combate vai ser “difícil e

Marcelo: Não basta «presidências abertas», é preciso afeto

O candidato presidencial Marcelo Rebelo de Sousa defendeu hoje que não basta ao Presidente