+351 262 841 392
 [email protected]

Blog Post

Centro de Interpretação para a Lagoa de Óbidos vence Orçamento Participativo

A proposta de criação de um Centro de Interpretação para a Lagoa de Óbidos foi um dos projetos vencedores no âmbito do primeiro Orçamento Participativo de âmbito nacional, com verbas do Orçamento de Estado. A ideia foi apresentada por Ana Costa Leal, presidente do Conselho da Cidade, e o projeto está orçado em 104 mil euros.

O anúncio foi feito na semana passada, no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, tendo subido ao palco para receber a placa de projeto vencedor três elementos do Conselho da Cidade que batalharam para que a ideia recebesse os votos suficientes (1601 votos) – Ana Costa Leal, Amélia Sá Nogueira e Dulce Horta.
Foi o 3° projecto regional mais votado e o 5° projecto mais votado no total dos 600 apresentados.
Os projectos regionais mais votados foram: 1° Rede Nacional de Ludotecas – 8373 votos (Regional/Norte); 2° Parque Botânico de Vale Domingos – 3378 votos (Regional/Centro); 3° Centro de Interpretação para a Lagoa de Óbidos – 1601 votos (Regional/Centro)
Os dois projectos nacionais mais votados foram: 1° Cultura para Todos – 6616 votos; 2° Tauromaquia, Património Cultura de Portugal – 5792 votos.
Segundo a proposta, trata-se de uma infraestrutura que permita abordar, divulgar e estudar diversas áreas do conhecimento como a ecologia, biologia, história, sociologia e etnologia.
“A Lagoa de Óbidos, marca a sua presença em dois concelhos e constitui-se como que um museu em si própria, resultado de uma evolução em que a presença humana convive com aspetos naturais desde há muito tempo. O Centro de Interpretação deverá ter um caráter inovador, fugindo ao tipo de conceção habitualmente associada a estas realizações. Procura-se, deste modo, criar uma estrutura mais dinâmica onde, para além de uma estrutura central, possam coexistir pólos temáticos disseminados pela área, indo ao encontro do visitante, convidando-o a explorar a área em todas as suas vertentes e desafiando, em simultâneo, os habitantes a partilhar os seus saberes, valores e experiências”, descreve o projeto.
O centro interpretativo consiste assim “numa instalação de intervenção multidisciplinar, com uma vertente fortemente educativa, centrado na recolha e partilha de conhecimento, onde questões culturais, históricas e ambientais se cruzam com atividades humanas de agricultura, pesca e turismo”. Poderá assim afirmar-se como “um futuro pólo dinamizador da região, contribuindo para a sua divulgação e desenvolvimento sustentável”.
“Contribuir para o desenvolvimento de mecanismos de democracia participativa e para a promoção da participação dos cidadãos na vida do país e das cidades” é o principal objetivo do Orçamento Participativo Portugal (OPP).
A ideia é “construir um projeto de participação cidadã que aproxime as pessoas da política e que promova maior ligação e integração entre territórios”. As pessoas podem decidir como investir três milhões de euros nas áreas da cultura, da ciência, educação e formação de adultos e da agricultura em Portugal continental e nas áreas da justiça e da administração interna nas Regiões Autónomas.
Depois da fase de apresentação de propostas, decorreu o período de votação, aberto a cidadãos nacionais e estrangeiros a residir legalmente em Portugal. 
A implementação e gestão dos projetos vencedores do OPP estará a cargo dos serviços ou entidades públicos competentes em cada uma das respetivas área de governação. No caso da criação de um Centro de Interpretação para a Lagoa de Óbidos, a dotação orçamental referente ao mesmo será “transferida” para um organismo público da área de competência do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Pretende-se, contudo, que os proponentes possam ser chamados a contribuir ou participar na implementação do projeto.

20-09-2017 | Francisco Gomes

Fonte: https://jornaldascaldas.com/Centro_de_Interpretacao_para_a_Lagoa_de_obidos_vence_Orcamento_Participativo

Related Posts

Caldas anima com diversos eventos para cativar o público

No âmbito da animação de verão promovida pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha

Alcobaça e Caldas da Rainha promovem “Bom dia Cerâmica!”

Com oficinas, palestras e exposições, entre iniciativas presenciais e online A iniciativa europeia Bom dia Cerâmica! vai

Eunice Muñoz nas Caldas para última peça em junho

Atriz que representou nas Caldas nos anos 1960 está a despedir-se dos palcos. Representará

Doze exposições abordaram o tema “O Tempo e o Medo”

O tema deste ano do FOLIO – Festival Literário de Óbidos, “O Tempo e

Ministro do ambiente lança concurso para a segunda fase das dragagens

O lançamento do concurso para a dragagem da zona superior da Lagoa de Óbidos

Ricardo Roque mostra presépio animado nas Gaeiras

É já a nona vez que Ricardo Roque dá a conhecer um presépio animado

Cátedra Unesco contribuirá para “uma maior centralidade” na ESAD.CR e na região

A Escola Superior de Artes e Design (ESAD.CR), que obteve a sua primeira Cátedra

O álcool não aquece, o chocolate não faz borbulhas e pode acordar um sonâmbulo. Cem mitos desmontados num livro

Acorde o sonâmbulo ou rape os pelos sem problema. Estas e outras ideias explicadas

Praça Pública – Por que vai tão pouca gente ao Mercado do Peixe das Caldas da Rainha?

Dantes abastecia-me no Mercado de Peixe para a minha casa – para mim e

Campanha ajuda a vestir crianças africanas

O Centro da Juventude das Caldas da Rainha juntou-se à Pontos e Nós e

Edite Norte organizou sessão fotográfica na árvore de Natal…

A árvore de Natal gigante com 41 metros foi o cenário escolhido pela estilista

Propostas do Orçamento Participativo nas Caldas da Rainha em votação

Dezasseis propostas ao Orçamento Participativo (OP) 2017 nas Caldas da Rainha vão a votos

Desfile de pasteleiras pela cidade

Cerca de 150 pasteleiras (bicicletas antigas) realizaram um passeio entre o Campo e as

Quinze ex-combatentes no Ultramar receberam medalhas

Quinze ex-militares que estiveram na guerra no Ultramar receberam condecorações no passado dia 5,

Amêijoa da Lagoa, cebola do Sobral e ginja de Óbidos nos “Sabores do Oeste”

Os produtos endógenos de Óbidos originaram o menu da sétima sessão do projeto “Sabores

Dez obras de arte pública formam a rota Ferreira da Silva

Foi inaugurada na terça-feira, 5 de Abril, a Rota Ferreira da Silva no novo

Festival Ofélia traz teatro e conversas de bastidores às Caldas

  Fonte: http://www.gazetacaldas.com/57618/festival-ofelia-traz-teatro-e-conversas-de-bastidores-as-caldas/

Mau Tempo: 15 distritos sob aviso amarelo

Tem planos para o fim de semana? Então talvez seja melhor reagendá-los para outro

Desenho de falo das Caldas motiva queixa à PSP

Quando se fala sobre a cidade de Caldas da Rainha, é comum lembrar os

Câmara vai colocar parquímetros na cidade

A Câmara das Caldas está a ultimar os pormenores para lançar o concurso para