+351 262 841 392
 [email protected]

Noticia

Cavaco força Passos no Governo

O Presidente da República decidiu esta quinta-feira escolher para primeiro-ministro Passos Coelho, líder do PSD. Num discurso cheio de recados, Cavaco Silva fechou a porta ao governo de esquerda apresentado por António Costa, passou as responsabilidades sobre o futuro do Executivo para os deputados, retirou um peso de cima dos ombros ao PCP e fez um apelo velado a fratura na bancada socialista. “Como Presidente da República assumo as minhas responsabilidades constitucionais. Compete agora aos deputados assumir as suas”, resumiu. Veja o discurso de Cavaco Silva ao País O Chefe de Estado serviu-se do passado para justificar que “nos 40 anos de democracia a responsabilidade de formar governo foi sempre atribuída a quem ganhou as eleições” e que “nunca os governos de Portugal dependeram do apoio de forças políticas antieuropeístas”, numa alusão ao PCP e BE. Além disso, Cavaco reiterou que “a observância dos compromissos assumidos no quadro da Zona Euro é decisiva para o financiamento da economia”. “Este é o pior momento para alterar radicalmente os fundamentos do nosso regime democrático, de uma forma que não corresponde sequer à vontade democrática expressa pelos portugueses nas eleições”, argumentou. Dramatizando o cenário de um governo liderado pelo PS com o apoio parlamentar do PCP e BE, o Presidente fez ainda questão de dizer que é seu “dever tudo fazer para impedir que sejam transmitidos sinais errados às instituições financeiras, investidores e mercados”. “Se o Governo formado pela coligação vencedora pode não assegurar inteiramente a estabilidade política de que o País precisa, considero serem muito mais graves as consequências financeiras, económicas e sociais de uma alternativa claramente inconsistente sugerida por outras forças políticas”, enfatizou Cavaco. Duas afirmações que foram entendidas por elementos do PSD e do PS como um sinal de que poderá optar por um governo de gestão caso a oposição derrube o Executivo de Passos.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/politica/detalhe/cavaco_escolhe_passos.html

Noticias Relacionadas

Quatro mil euros por uma ginja de Óbidos

A ginja mais cara do mundo “nasceu” em Óbidos e vale 4.000 Euros. Trata-se de

Descentralização do Governo na área da educação leva Município a ter mais 300 funcionários

O Município das Caldas da Rainha vai investir “cinco milhões de euros em infraestruturas

Temos de falar sobre a Uber

Depois dos taxistas, a próxima grande ameaça da multinacional poderá vir de dentro, dos

Câmara das Caldas não agrava taxas aos munícipes

A Assembleia Municipal das Caldas da Rainha aprovou as taxas a aplicar em 2017,

Câmara anuncia ter atingido receita com a Feira dos Frutos prevista em julho

A previsão de receita de 150 mil euros na Feira dos Frutos, adiantada em

Taxa de desemprego em novos mínimos na zona euro

Em Portugal, a taxa fixou-se em Maio abaixo dos 12%, o que não acontecia

Colégio Rainha D. Leonor em risco de fechar dentro de dois anos

Só depois das escolas públicas das Caldas terem preenchido todas as vagas para as

Termas das Caldas vão ter aproveitamento geotérmico

Quando forem reactivadas as termas das Caldas, será feito o aproveitamento geotérmico para o

Bruxelas: Subida do salário mínimo agrava desemprego de longa duração

O primeiro-ministro, António Costa, esteve esta segunda-feira em Paris com o seu homólogo, Manuel

Catarina Martins: banca é um assunto sério demais para ser deixada na mão de banqueiros

A porta-voz do Bloco de Esquerda afirmou hoje em Coimbra, na sequência da falta

Falta de acordo no BPI obriga a negociar alternativa

Os dois maiores acionistas do BPI, o espanhol CaixaBank e a angolana Santoro Finance,

Caldas começa a preparar plano estratégico

O economista e antigo ministro da Economia, Augusto Mateus, esta-rá nas Caldas, no próximo

Barros & Moreira investiu 4 milhões de euros para ser referência internacional em soluções de casa de banho

Quando foi fundada, em 1997, a Barros & Moreira, S.A. era uma empresa de

Offshores. Investigação revela esquema mundial de corrupção

Um ano de trabalho de investigação. E uma fuga de informação gigantesca que trouxe

Maria Luís embaraça PSD

Os sociais-democratas preferiam que fosse Mário Centeno a estar na berlinda neste tempo de

João Diniz explica “Produtividade” em Portugal

“Produtividade” foi o tema da palestra de mais uma sessão 21 às 21, organizada

tap
Governo e banca vão controlar contas da TAP todos os meses

Mesmo no fim da legislatura, o Governo aprovou em Conselho de Ministros uma resolução